“Passeio: Arte na Pele”, com obras de Louise Helène e do Cléber Corrêa, é gratuita, não necessita inscrições e segue até 26 de agosto
Inspiração: A Boba, Anita Malfatti (Foto: Cléber Corrêa)
Geral

Exposição que reproduz obras modernistas a partir de maquiagem corporal chega à Oficina Cultural Alfredo Volpi

“Passeio: Arte na Pele”, com obras de Louise Helène e do Cléber Corrêa, é gratuita, não necessita inscrições e segue até 26 de agosto

A exposição “Passeio: Arte na Pele” foi criada pela maquiadora e artista plástica Louise Helène, em parceria com o fotógrafo Cléber Corrêa. A inspiração veio durante a pandemia, quando Louise estava lendo livros sobre história da arte, e resolveu experimentar reproduzir algumas de suas obras preferidas, por meio da maquiagem e na sua própria pele.

Inspiração: Abaporu, Tarsila do Amaral (Foto: Cléber Corrêa)

Ao gostar do resultado, Cléber Corrêa começou a fazer registros fotográficos e a experimentação artística da dupla deu origem a uma mostra que ficará exposta na Oficina Cultural Alfredo Volpi até 26 de agosto, às terças e quintas, das 10h às 21h30, e às sextas e sábados, das 10h às 18h.

A unidade Alfredo Volpi é o terceiro local a receber a exposição, mas o único que delimitou o recorte exclusivo de trabalhos que remetem às releituras de obras modernistas. Assim, o equipamento do programa Oficinas Culturais localizado em Itaquera, zona leste de São Paulo, celebra o centenário da Semana de Arte Moderna, movimento artístico do qual Alfredo Volpi fez parte.


Serão mais de 15 fotografias de rostos e corpos pintados com base em obras de Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Alfredo Volpi, entre outros. Além disso, na sexta-feira, dia 22 de julho, Louise e Cléber irão realizar uma performance ao vivo, das 14h às 15h, na Oficina Cultural Alfredo Volpi, que poderá, também, ser vista pelo Instagram das Oficinas Culturais. Neste evento, Louise vai reproduzir em si mesma a obra “A estudante russa”, de Anita Malfatti e, depois, será fotografada por Cléber.


Para Louise, a performance será uma forma de honrar a história da pintora modernista que tanto admira. “Anita foi além dos padrões da época e, por isso, foi muito criticada. Mesmo assim, ela deixou um legado artístico extremamente importante para o Brasil”, relata. Tanto a performance quanto a exposição são livres para todos os públicos e não necessitam de inscrições prévias.

A Oficina Cultural Alfredo Volpi faz parte do programa Oficinas Culturais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, e gerenciado pela Poiesis. Confira a programação completa das unidades aqui.

SERVIÇO:

EXPOSIÇÃO “PASSEIO: ARTE NA PELE” – MODERNISMO BRASILEIRO

Coordenação: Louise Helène e Cleber Corrêa

12/07 a 26/08 – Terças às quintas-feiras das 10h às 21h30| Sextas e Sábados das 10h às 18h

Faixa Etária: Livre

PERFORMANCE EXPOSIÇÃO “PASSEIO: ARTE NA PELE” – MODERNISMO BRASILEIRO

Coordenação: Louise Helène e Cleber Corrêa

22/7 — sexta-feira – 14h às 15h

Presencial e online: Instagram Oficinas Culturais

Ambas atrações não necessitam de inscrição

——————

Oficina Cultural Alfredo Volpi

Rua Américo Salvador Novelli, 416 — Itaquera — São Paulo

Telefone: (11) 2205-5180 | Horário de funcionamento: Terças às quintas-feiras, das 10h às 21h30| Sextas e Sábados das 10h às 18h.

Detalhes sobre os protocolos para visitas podem ser conferidos no site.

Acessibilidade: Elevador, banheiro acessível para cadeirantes e rampa de acesso na entrada.

Programação gratuita. Para conferir a programação completa acesse o site do programa Oficinas Culturais.

SOBRE O PROGRAMA OFICINAS CULTURAIS

Como uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerenciado pela POIESIS — Organização Social de Cultura, o Programa Oficinas Culturais promove formação e vivência à população no campo da cultura desde 1986.

Oficinas Culturais dialoga com o interior por meio de dois festivais (FLI — Festival Literário e MIA — Festival de Música Instrumental), Jornadas de Gestão Cultural, Ciclos de Estudos sobre Cultura Tradicional e Contemporaneidade, Programa de Qualificação em Artes que dá orientação artística a grupos, companhias ou coletivos de dança e teatro no interior, litoral e região metropolitana de São Paulo, e o Programa de Formação no Interior que oferece atividades formativas.

Além disso, na cidade de São Paulo, o programa realiza atividades de formação e difusão em três espaços: Oficina Cultural Oswald de Andrade (Bom Retiro), Oficina Cultural Alfredo Volpi (Itaquera) e Oficina Cultural Maestro Juan Serrano (Taipas).

SOBRE A POIESIS

A Poiesis — Organização Social de Cultura é uma organização social que desenvolve e gere programas e projetos, além de pesquisas e espaços culturais, museológicos e educacionais, voltados para a formação complementar de estudantes e do público em geral. A instituição trabalha com o propósito de propiciar espaços de acesso democrático ao conhecimento, de estímulo à criação artística e intelectual e de difusão da língua e da literatura.

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário