A comédia, que estreou em 2017, já levou mais de 300 mil espectadores ao teatro e originou a versão cinematográfica assistida por mais de cinco milhões de espectadores
Crédito: Rodrigo Peixoto
Diversão

Minha Vida em Marte, de Mônica Martelli, retorna em curta temporada, em São Paulo

A comédia, que estreou em 2017, já levou mais de 300 mil espectadores ao teatro e originou a versão cinematográfica assistida por mais de cinco milhões de espectadores

A comédia Minha Vida em Marte, de Mônica Martelli volta à cidade de São Paulo desta vez no Teatro Renault, a partir de 02 de setembro de 2022. É a volta, após mais de dois anos de pandemia, de um dos maiores sucessos do teatro nacional. Nessa reestreia, a peça já esteve em cidades como Porto Alegre, Novo Hamburgo, Curitiba e Belo Horizonte com o mesmo sucesso.

Minha Vida em Marte traz a personagem Fernanda casada há oito anos e em crise no casamento. Vamos ver a protagonista tentando encontrar saídas para as intolerâncias diárias que a rotina traz, a falta de libido, o acúmulo de mágoas e as expectativas frustradas. “A personagem luta contra o medo de separar, o medo da solidão, o medo de ressignificar sua vida e, claro, o medo de se separar com 45 anos numa sociedade machista onde a mulher não tem permissão para envelhecer”, explica Mônica.

Tendo como inspiração suas próprias experiências, Mônica leva ao teatro um monólogo bem-humorado que aproxima através do riso e leva homens e mulheres à reflexão. E assim a atriz se confirma como uma das autoras brasileiras que melhor traduzem o comportamento feminino moderno. Será que é possível voltar a se apaixonar pelo marido? Ou a solução é se separar? A comédia toca ainda em temas como traição, machismo, trabalho duplo da mulher e educação dos filhos. Minha Vida em Marte é um texto libertador que foi escrito sob a premissa de que ser feliz é fundamental.

Minha Vida em Marte estreou em maio de 2017, no Rio de Janeiro, seguiu para São Paulo e já passou por diversas cidades brasileiras. De lá para cá, sempre com sessões esgotadas, foi vista por mais de 300 mil espectadores e recebeu cinco indicações a prêmios. Além disso, a peça inspirou o filme homônimo que levou mais de cinco milhões de espectadores aos cinemas e que marca a sua última atuação com o amigo Paulo Gustavo (1978-2021). Assim como no teatro e na televisão, Mônica foi dirigida por sua irmã, Susana Garcia, celebrando mais uma vez o sucesso da parceria.

O enredo de Minha Vida em Marte

A comédia conta a história de Fernanda, casada há oito anos e enfrentando uma crise no seu casamento. A personagem luta contra as intolerâncias diárias que a rotina traz, como a falta de libido e o acúmulo de mágoas de um relacionamento. Difícil separar, mas será que a gente tem que suportar tudo em nome da família? Ou por medo de ficar sozinha?

Esse é o pano de fundo para Fernanda se questionar na terapia de grupo. São nas sessões de análise que ela narra e vivencia deliciosamente as alegrias e os muitos problemas do seu casamento. Ali ela expõe assuntos íntimos como a intolerância no casamento, a falta de tesão, as tentativas de “trabalhar a relação” e percebe que nas relações estagnadas adia-se o afeto e acumulam-se as mágoas. “É muito comum no casamento a gente deixar para amanhã a ternura, o sexo: a gente adia o afeto.” revela Mônica sobre Fernanda.

Sobre Mônica Martelli

A atriz carioca é a criadora, autora e intérprete de Os Homens São de Marte… E é pra Lá que eu Vou! dirigido por Victor Garcia Peralta, montagem que durante 12 anos foi vista por mais de 2,5 milhões de espectadores, passou por 40 cidades em 20 estados brasileiros, além de Portugal, e tornou-se um dos mais longevos sucessos de público do gênero no país. O monólogo foi um verdadeiro fenômeno teatral e deu origem ao filme que levou aos cinemas dois milhões de espectadores em 2014. Em seguida veio a série de quatro temporadas no GNT, dirigida por Susana Garcia, um dos maiores sucessos do canal.

Em 2017 estreou a peça Minha Vida em Marte, de sua autoria, e em 2018, estreou a versão cinematográfica como roteirista e protagonista junto com Paulo Gustavo, resultando em outro grande sucesso: mais de cinco milhões de espectadores e uma das maiores bilheterias do cinema nacional dos últimos anos.

Por nove anos, Mônica atuou como uma das apresentadoras do programa Saia Justa, no GNT — canal que acaba de anunciar seu novo projeto, um programa sobre relacionamentos, apresentado por Mônica e Marcelo Adnet.

Participou ainda de novelas globais como Beleza Pura e TITITI, integrou o elenco do seriado Mandrake, da HBO, e de filmes como Trair e Coçar e Só Começar, entre outros.

Susana Garcia, a diretora

Susana Garcia é a diretora do espetáculo e do filme Minha Vida em Marte. Essa parceria profissional entre as irmãs começou quando Susana codirigiu o filme Os Homens São de Marte…, e continuou com as quatro temporadas da série do GNT, com o mesmo título e com Susana à frente da direção. Agora, essa parceria completou um ciclo artístico no teatro e no cinema. Diretora da maior bilheteria do cinema nacional, Minha Mãe É Uma Peça, com Paulo Gustavo, Susana também dirigiu 220 Voltz, especial de fim de ano na Globo, estrelado por Paulo Gustavo. Hoje, Susana Garcia é contratada da Amazon Prime.

Ficha Técnica

Texto e interpretação de Mônica Martelli

Direção de Susana Garcia

Cenografia de Flávio Graff

Figurino de Marcella Virzi

Iluminação de Maneco Quinderé

Direção de Movimento de Marcia Rubin

Direção de produção de Herson Capri

Produção de Capri Produções

Produção Executiva de Deborah Aguiar

Assessoria de Imprensa de Trigo Casa de Comunicação

SERVIÇO

Minha Vida em Marte, de Mônica Martelli

Teatro Renault – Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 411, Bela Vista, São Paulo

Ingressos

SETORES

MEIA ENTRADA

INTEIRA

PLATEIA SILVER
R$ 60

R$ 120

PLATEIA GOLD
R$ 70

R$ 140

CAMAROTE GOLD
R$ 70

R$ 140

CAMAROTE VIP
R$ 75

R$ 150

PLATEIA PREMIUM
R$ 80

R$ 160

PLATEIA VIP
R$ 90

R$ 180

Os ingressos podem ser adquiridos no site Tickets For Fun e no ponto de venda localizado no Teatro Renault.

Meia-entrada: é obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário.

CURTA TEMPORADA

A partir de 02 de setembro de 2022

Horário: sexta e sábado, às 21hs e domingo, às 19h

Abertura do teatro: 1 hora antes da sessão

Capacidade: 1.063 pessoas

Duração: 70 minutos

Classificação etária: Não recomendado para menores de 14 anos. Permitida a entrada de 14 a 16 anos acompanhados dos pais ou responsável legal. De 17 anos em diante permitida a entrada desacompanhados

BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA

Teatro Renault – Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 411, Bela Vista, São Paulo

Horário de Funcionamento: de terça a domingo das 12hs às 20h – Segundas-feiras e Feriados — Fechado

Parcelamento em até 3 vezes sem juros nos cartões de créditos aceitos pela Tickets For Fun.

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário